Nome popular - Beija-flor-marron

Nome em inglês - Brown Violet-ear

Comportamento migratório: Pequena migratória.

Os sexos têm plumagem semelhante.

Medidas: Comprimento 11,7 cm. Peso 7,1 g.

Vibração das asas: 32/s

Estas são fotos do grupo  endêmico da região da Chapada Diamantina na Bahia (Lençóis, Palmeiras e Mucugê). No extremo norte do Brasil, em Roraima, vive outra

população , denominada por A. Ruschi como Colibri delphinae delphinae, por considera-la com características um pouco diferentes na coloração geral.

Adultos - sexo indeterminado

Colibri delphinae greenewalti (Ruschi, 1962)

Acima, sugando o néctar de Vriesea atra (Bromeliaceae) e à direita, repousando na "espiga" da Aechmea bromeliifolia (Bromeliaceae),

cujas flores já secaram.

À esquerda a ave está pousada no ramo da 

Hohenbergia catingae (Bromeliaceae) e acima procura néctar na flor de Stachytarpheta crassifolia (Verbenaceae).

Acima a ave inspeciona uma flor de Jacaranda irwinii (Bignoniaceae) e à direita, está pousada em um ramo floral da Dyckia pseudococcinea (Bromeliaceae). Ambas são plantas típicas dos Cerrados na Bahia.