Campylopterus hemileucurus (Deppe, 1830)

Macho adulto  Flores de Heliconia tortuosa (Heliconiaceae)

Macho adulto  Flores de Fucshia boliviana (Onagraceae)

Lendas Astecas mencionam o "Grande Beija-flor azul do Sul"  que representa a Divindade HUITZILOPOCHTLI. Provavelmente os machos desta espécie inspiraram essas lendas, já que não existe naquelas terras outro beija-flor de cor e tamanho semelhantes.

É a maior espécie de beija-flor na América Central. Ocorre em florestas montanas do sul do México ao oeste do Panamá. Também é encontrada nas bordas de florestas  de segundo crescimento, plantações de bananeiras e jardins de flores. Frequenta faixas de elevação no México  principalmente entre 500-2000 m, e 1500-2400 m na Costa Rica, mas freqüentemente desce para elevações mais baixas fora da época de reprodução. Em ambos os sexos, as penas da cauda exterior têm pontas brancas largas. A plumagem do macho é muito escura: a cabeça, parte superior das costas e partes inferiores são violeta profundo, e a parte inferior das costas e traseiro são verde escuro. A fêmea é verde pálido acima, e na maior parte cinza claro abaixo, com uma garganta azul. As fêmeas constroem ninhos volumosos, alinhados com fibras vegetais finas e musgos e são colocados 1-6 m acima dos córregos ou rios em um ramo horizontal.

Seu nome na lingua espanhola refere-se à cor predominante dos machos (azul-violeta). Colibri morado = Colibri cor de amora.

(Extraido e traduzido  - The Cornell Lab of Ornithology)

Nome popular - Colibri morado (em espanhol)

Nome em inglês - Violet Sabrewing

Os sexos têm plumagem diferenciada.

Medidas dos machos: Comprimento 15 cm. Peso 11,5 g

Medidas das fêmeas: Comprimento 13,5 cm. Peso 9,5 g

Fêmea adulta 

Flores de Columnea microcalyx (Gesneriaceae)

Fêmea adulta     Flor da Passiflora vitifolia (Passifloriaceae)

Fêmea adulta  Flores de Columnea microcalyx (Gesneriaceae)